• Loris Reggiani

A sua Força pode se tornar a sua Fraqueza



A Arte da Guerra não é apenas um livro que você leva para ler, se for no BBB. Antes de iniciar a polêmica eu não assisto BBB, embora sei que o Luke Skywalker também não assiste, mas fez umas citações aí recentemente.


Mas vamos falar de uma outra guerra interna… Uma que pode acontecer na sua empresa sem você perceber. Ou que você pode estar no meio dela e ainda não ter se dado conta.


Sun Tzu traz muitos ensinamentos sobre planejamento e estratégia, mas quero chamar a atenção para um em específico e que muitas vezes passa despercebido em seu livro.


"Utilizando os oficiais de seu exército indiscriminadamente, ignorando o princípio militar da adaptação às circunstâncias. Isso estremece a confiança dos soldados."

Em tempos difíceis, tende-se a tomar decisões rápidas e empregar força excessiva para a execução de tarefas. Há a preocupação de primeiro controlar o incêndio e depois apagar o fogo.


Porém uma medida que parece muito favorável, pode prejudicar os negócios sem você perceber.


A confiança da equipe passa a ficar abalada, de forma imperceptível, uma vez que os líderes ou gestores passam a executar trabalhos excessivos e de forma desequilibrada. Nós vemos o mundo, interpretamos e criamos uma realidade dele em nossas cabeças.


A confiança é a base do trabalho em equipe e é muito importante para a saúde interna da empresa. Essa é a conversa que não acontece em uma mesa, muitas vezes porque as pessoas envolvidas não percebem que esse problema está acontecendo.


Uma das melhores formas de enfrentar isso é o uso da força de acordo com a circunstância. E para direcionar o melhor uso da força é preciso o uso de mais inteligência do que força.


Dedicar mais energia ao pensamento para entender qual o melhor método de controlar o incêndio, ao invés de já sair correndo para apagar o fogo.


Decisões estratégicas que favoreçam o negócio como um todo e não apenas a curtíssimo prazo.


1 visualização0 comentário